MATERIAS E NOTICIAS FEIRA OMAGUÁS

Matérias

  • 09

Marchetaria: conheça um pouco

postado por: Feira Omaguás

Marchetaria: a arte de desenhar com madeira.
“Marchetar = aplicar ou embutir marchetes (peças finas de madeira, madrepérola, pedras, etc) “
“Marchetaria = arte de marchetar, embutir, peças de madeira a que se aplicam ou se incrustam diferentes pedaços de madeira preciosas, marfim, madrepérola, metal, etc.”

Assim o dicionário Houaiss da Língua Portuguesa define o termo. Também nos diz que a palavra deriva do termo francês Marqueter = embutir.
Bem próximo encontramos na Wikipédia – “Marchetaria, ou marqueteria, (fr.marqueter, embutir) é a arte ou técnica de ornamentar as superfícies planas de móveispainéis,pisostetos, através da aplicação de materiais diversos, tais como: madeirametaismadrepérolapedrasplásticosmarfim e chifres de animais, tendo como principal suporte a madeira. De acordo com a técnica utilizada pode-se construir objetos tridimensionais,esculturas, utilitários, jóias, etc.”

É uma técnica antiga, onde as peças encontradas datam 3000 anos. É conhecida de muitos povos e se desenvolveu na China, Oriente Médio e muito em toda Europa.

Na Itália renascentista temos exemplos surpreendentes de marchetaria: Essas são paredes da Igreja Santa Maria in Organo em Verona, realizadas por Fra Giovanni da Verona entre 1494 à 1499. Além do primor técnico da marchetaria, ele usa todos os novos conhecimentos de tridimensionalidade e reproduz cenas e objetos incríveis.

marchetaria 4

marchetaria 2 O desenvolvimento da marchetaria aconteceu junto com o aprimoramento das ferramentas, como as serras, e das técnicas, expandindo o embutimento ilustrado à marchetaria. As partes separadas de um retrato agora seriam recortadas dos folheados a partir de um projeto. Estas peças eram então juntas e este conjunto inteiro era colado a um fundo contínuo.

DSCF0841

Marchetaria Marcos Portes – Feira Omaguás

MARCHETARIA CONTEMPORÂNEA

DSCF0843

Marchetaria Marcos Portes – Feira Omaguás

Depois de sua fase áurea européia, onde a produção de peças para a nobreza era grande, a marchetaria entra em uma fase de decadência, mantida por não mais do que uma centena de artistas.  No final do século XIX, com o advento da Art Noveaux, ela reaparece  então com os motivos estilizados tais como: flores, pássaros, borboletas, insetos, etc. Desde então passou por autos e baixos.

Na FEIRA OMAGUÁS temos três artistas expositores representantes da marchetaria: Marcos Portes, Rinaldo Ferruccio e Walter Fernandes. Com um acabamento primoroso e combinações de cores e formas elaboradas, eles trazem ao público de seus ateliers trabalhos e técnicas distintas:

Marchetaria de Rinaldo Ferruccio – Feira Omaguás

Tarsia a toppo ou marquetery a bloc – Marchetaria maciça, utilizada na fabricação de utilitários, bijuteria, filetes decorativos, esculturas. Essa é a especialidade de Rinaldo Ferrucio que utiliza madeira maciça que recolhe de caçambas, demolições, móveis antigos e dá um destaque todos especial a todo pedaço de madeira que enche as ruas da cidade e normalmente não nos damos conta.

DSCF0842

Marchetaria Marcos Portes – Feira Omaguás

Tarsia a incastro ou technique Boulle – Recorte simultâneo das partes a serem montadas.
Procéde classique ou element par element – Recorte separado das partes a serem montadas. Ambas técnicas feitas com láminas de madeira.
Essas são as técnicas de Marcos Portes que usa laminas de madeira para seu trabalho conseguindo formas, cores e efeitos surpreendentes. Também faz as caixas que serão decoradas com sua marchetaria.

marchetaria rin
Luminária em Marchetaria Rinaldo Ferruccio – Feira Omaguásexto materia

Voltar

    © Feira Omaguas. Todos os direitos reservados

    Criação: